quinta-feira, 4 de março de 2010

Fim

Hoje tive o privilégio de assistir ao fim.
Estive por algumas horas assistindo a um ritual de lembrar o trajeto, analisar os resultados e certificar que algo acabou.
Claro que a lembrança permanece, talvez até a curiosidade pelo que viria após aquilo tudo.
Mas foi claro, essa foi a manhã em que esse processo teve seu fim.

O que virá agora?
"Tudo novo de novo" ou um caminho outro.
As pessoas nunca saem intactas de tudo isso, mas elas saem.
E pude ver a alegria e a comemoração de todos que se envolveram ao vislumbrar os belos frutos.


A delicadeza, assim como a beleza, do fim é singela.

2 comentários:

Frederico Bastos de Araujo disse...

me lembra uma formatura =P

conferencia centro oeste disse...

As páginas já lidas, estarão sempre com vc, nos lembrando de coisas boas e ruins, mais o maravilhoso do livro de nossas vidas, é que sempre teremos páginas em branco para escrever uma coisa nova todos os dias.
Podemos ter partes de nossas vidas escritas por outras pessoas, podemos fazer parte de histórias de outros, personagens passaram em suas páginas, basta derramar em sua pagina branca, que se chama dia, um pouco de tinta derramada pelo coração de quem deseja ardentemente viver cada palavra que seu coração assopra em sua alma, fazendo arder seu coração, tornando sua história cada vez mais e melhor, para que um dia outras pessoas possam ler o seu livro, e derramar lagrimas, rir, e sentir que vc continua viva pois sua história a fez querer preencher mais e melhor as duas próprias paginas em branco.

Postar um comentário

 
Mártir da delicadeza - temas blogspot - mario jogos